terça-feira, 6 de junho de 2017

PERDENDO O MEDO DE VIAJAR SOZINHA!!!


QUANDO EU COMECEI COM ESSE NEGÓCIO DE VIAJAR, e isso se tornar cada vez mais frequente, eu não planejei e nem imaginei que poderia chegar ao ponto de não conseguir ficar seis meses sem ver uma estrada, montanha ou o mar...
Eu não acordei um belo dia e determinei = De agora em diante, vou viajar até explodir! Eu simplesmente fui seguindo minhas vontades... Por exemplo, daqui dois anos não faço idéia do que vou planejar, daqui um ano, eu tenho uma idéia, mas eu sinto a vontade de estar no lugar, e vou atrás ver se pode dar certo, e todas as vezes deram! Às vezes acontece de a pousada não aceitar uma diária, ou do lugar da pousada ser de difícil acesso, como na época que fui pra Brotas - SP, 2015, eu planejava outra cidade, uma pousada extraordinária, com diárias obscenas, e pretendia pagar duas diárias, pretendia pagar táxi, mas NÃO HÁ TÁXI NESSA CIDADE, os proprietários da pousada não podiam fazer meu traslado rodoviária - pousada, e daí fui OBRIGADA a desistir, à menos que eu tire minha CNH - que eu não tenho a menor vontade ou pague alguém pra me levar lá... Interior de SP viu gente, inacreditável! (Não desisti deste lugar... )
Por enquanto eu prefiro o Brasil... Quando as pessoas me passam os preços das passagens que gastaram pela América Latina e Europa, eu fico chocada com o que eu já gastei no meu próprio país, mas DÁ MUITO GOSTO conhecer aqui mesmo, é algo tão grandioso que o português é fraco para explicar!
Eu tenho medo de altura... Quando a aeromoça diz que o embarque foi encerrado, o cú com intestino e tudo já está na mão! Não, eu não era assim, apesar de ter medo de altura desde que me conheço por gente, eu ficava de boa dentro do avião, até que peguei um voo do capeta para Porto Alegre ano passado, quando fui conhecer Gramado - RS, e quase caguei nas calças, o cara parecia ter largado a porra do controle e pulado de paraquedas... Depois disso, eu voei pra Terezina - PI e foi um voo tranquilo, mas toda vez que vou para o destino, fico bem tensa, em Palmas - TO cheguei mal no aeroporto, não podia tocar meus ombros que doía, e fui fazer massagem, rsrs...
Sexta agora vou pra Maceió - AL, e tô com o cú na mão pelo voo... É foda! Mas, minha gente, todas as vezes valeram à pena... Se você tem medo de altura, de avião, só te dou um conselho = VÁ COM MEDO MESMO!!! Foda-se, se você tiver que morrer em determinado dia, vai estar no ponto de ônibus parado esperando o buzão pra trabalhar, e um carro vai entrar com tudo na calçada, pegar umas seis pessoas, e você, SIM, VOCÊ, vai morrer, quando achava que estava seguro com os dois pézinhos no chão... Nada é seguro, quando chegar a sua hora! ( Eu falo isso, mas vou me cagar daqui até Maceió, principalmente porque é Gol, e os aviões da Gol não tem TVzinha pra distrair - Beijos Avianca, Azul e Latam... A casa agradece! )
Bom gente, eu lembro que depois que trabalhei viajando em 2013, me habituei a pegar estrada, e a primeira coisa que fiz quando saí da empresa foi conhecer Maresias - SP e Holambra - SP, no qual amei meu final de semana!
Mas esse artigo aqui não é na intenção de falar de minhas viagens, mas da ajuda que recebo de gente que nunca se quer vi na vida... É algo que, sei lá, parece ligado às Forças Divinas, you know?! Aquele povo do " Viajo Logo Existo " sabem disso melhor que eu, sempre encontram alguém em países inusitados com boa vontade de ajudá-los, seja com hospedagem, comida, banho, combustível, e eu estou aqui pra dizer que isso é mais frequente do que se pode imaginar!
Em Brotas mesmo, o táxi que nos leva da parte centro/comércio de Brotas até o tal e lindo Recanto das Cachoeiras cobram o olho da cara, a distância é sim relevante, mas os caras fazem isso porque pensa que todo trouxa vai pagar! Eu era uma trouxa que ia pagar, porque eu já tinha pago um dia no Recanto, então eu ia ter que ir! O pessoal da agência de turismo que fiz amizade me indicou um amigo não legalizado, vamos chamar de um Uber da época, e o cara foi foda, pontual, e me cobrou a metade do que a taxisista que falou comigo por telefone! Precisei dos serviços dele durante dois dias, e meu, infelizmente não tenho o cartão do cara pra indicar, rsrs... Sou legal pá cacete! A agência de turismo? Procura no Google, é uma das mais estreladas pelo Trip Advisor, tem um slogan azul com amarelo, e se alguém quiser MESMO, me peça nos comentários que corro atrás... Brotas é O LUGAR, mega vale à pena!
Eu já tinha ido na infância para Águas de São Pedro, com mãe e irmãos, e fui passar o reveillon de 2012/13 por lá, mas era um sonho pisar na pousada Solar La Luna, desde que fui ver pousadas por lá em 2012, só que ela fica em São Pedro mesmo, perto de Águas de carro, mas se fosse andando era a caminhada... Eu paguei a diária disposta a ir andando, mas chegando na rodoviária, perguntei pro taxisista quanto ele cobrava, se não me engano R$ 30,00, e em 2015 achei um absurdo, pois eu andei pelo Google e vi que estávamos do lado - de carro! Fiquei indignada e disse que ia andando, daí um segurança da rodoviária se ofereceu pra me levar, disse que conhecia o condomínio onde ficava o hotel, e foi me levar de moto... Quando chegamos, perguntei quanto era, ele disse que nada, que depois, na volta, ele cobrava, e pode até ser que ele estivesse na intenção de homem quando vê mulher, mas eu era igualmente uma estranha pra ele, podia ser capaz de tudo, e o cara me levou de boa, deu tempo da gente conversar, e eu me arrisquei e deu certo! Pra voltar, fui de carona com a proprietária da pousada que adorei bater papo!
Em agosto, ainda em 2015, eu fui conhecer a divina Chapada dos Guimarães em Mato Grosso, e contratei o pessoal da Chapada Explorer que foram super fodas comigo!!! Adoro gente certinha, chata, que gosta de tudo muito bem explicado, e fiquei com o Sr Roberto desde meu desembarque no aeroporto de Cuiabá até ele me levar à noite para a rodoviária de Cuiabá, longe dali! Sim, fiquei apenas um sábado no Mato Grosso, louca né, mas que final de semana divino, sem contar a estrada, o buzão, no Mato Grosso do Sul...
Fui pra conhecer os mirantes, disse que cachoeiras já tinham demais aqui no sudeste, não havia necessidade de incluir no meu pacote, e assim foi feito... Estava disposta a pagar fortuna no meu almoço, mas o seu Roberto me deixou na cara de um self-service com preços pra lá de normais para nós paulistanos, acostumados a pechinchar!
Antes de saírmos da chapada e voltarmos para Cuiabá,o seu Roberto me levou pra casa dele, e enquanto ele lavava o carro e resolvia coisas com a esposa, deixou eu tomar banho lá, e foi suuuper 10 comigo! Fora que antes de começar o roteiro na chapada, me levou pro mercado central de Cuiabá e museu... Palmas pro seu Roberto, paulistano e gentil!!! Palmas para a Chapada Explorer, empresa de excelente trabalho e confiança - viagem inesquecível!
Na vooooooolta - CONHECI UM PRÍNCIPE ENCANTADO DOS CASTELOS DA DISNEY... Já estávamos no estado de São Paulo, quando entrou uma turma que conseguiu preencher os assentos do buzão, o que me deixou puta, porque queria as duas poltronas pra mim forever... But, contudo nada obstante, o cara que sentou do meu lado era um anjo... Eu passei frio com o ar condicionado do buzão, e como era bate-volta, não levei cobertor, tentava me aquecer com a meia calça e camisa que eu vestia, até que ele tocou meu ombro para me oferecer seu cobertor bege e cheiroso, rsrs... Eu, pra me fazer de " Não moço, não precisa ", recusei, mas ele não contente, além de colar o corpo dele no meu, ENFIOU LITERALMENTE o cobertor em mim, e acho que se eu protestasse ele dava na minha cara, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!! Ah gente, perdi o sono, estava loooonge de sentir frio, enfim, fiquei tão acordada, que teve uma parada que ele desceu com o amigo dele pra comprar salgadinhos, e eu como boa - canceriana - apegada - de - cara já estava sentindo falta, e ele foi encher o cú de salgadinho, e eu olhando pra cara dele rindo por ele ser teimoso, e ele rindo pra mim... DAÍIIIIIIII, para desânimo dos telespectadores, o buzão chegou na Barra Funda, e tive que descer para uma segunda feira de trabalho... Eu deveria ter ido pro destino do buzão, RJ, não?! Se eu soubesse o nervoso que ia passar naquela empresa, tinha dado um cano toda semana, pelo menos... Não meu povo, não trocamos telefone, Facebook, contato, NOMES, NADA!!!
Terminado o depoimento acima, em outubro de 2015 fui pra Capitólio - MG, e desnecessário dizer o que foi o atendimento daquele povo do Restaurante do Turvo! Gente, fechem os passeios de lancha com eles, pessoal nota 1000, atendimento vip! Na lancha, é claro que fazemos amizades, e conheci dois casais que graças a Deus tenho amizade até hoje, e fomos almoçar juntos, eu de carona com um dos casais, quero dizer, eles eram meus babás... Um casal de Minas, em lua-de-mel, o outro de Piracicaba - SP, e almoçamos, trocamos muuuuitas figurinhas sobre viagens e trabalho, depois voltamos ao centro de Capitólio... O casal mineiro tinha que partir para o hotel, se não me engano, e o casal do nosso interior ainda ia curtir cachoeiras por ali, e me convidaram, pra quê?! Gente, nos perdemos pelo caminho, mas encontramos a famosa Cachoeira do Lobo, que era paga, eu já não tinha dinheiro nem pra comer, e eles pagaram pra mim, fomos seguir a trilha até a cachoeira, ficamos em torno de uma hora por lá, mas já era crepúsculo, e parávamos na estrada para tirar fotos... Antes de se recolherem para a pousada, me deixaram na igreja matriz, no centro de Capitólio, e era do lado da rodoviária, o que me ajudou horrores! Quero dizer, só paguei o serviço da lancha, não tinha nada planejado para depois do almoço, e no fim meu dia foi completamente preenchido e foda, graças à pessoas fodas que conheci!
Em dezembro, estava programada para viajar para Manaus - AM, mas meu irmão adoeceu, ficou internado, e fui cancelar as passagens com a CVC - na verdade, fui adiar, e isso tem um custo... O fato é que, era semana do Natal, a loja estava lotada de gente fechando pacotes, eu chorando horrores ao telefone com uma amiga, e a gerente me atendeu prontamente, o pessoal foi super acolhedor e inesquecível! Parabéns à CVC do Shopping Cidade São Paulo, pela sensibilidade que o momento exigia pra mim, apesar da praticidade que a época exigia de vocês! Agradecer também à Fátima, proprietária do hostel  em Manaus que foi super compreensiva com a situação, e meu país prova a cada atitude como viver aqui é o melhor pra mim!
Em abril de 2016 fui para Guarapari - ES, conhecer o que era aquelas praias, além de fotos no Google... No ponto da rodoviária, ainda esperando o buzão para ir ao cais tentar fazer um passeio de barco, me para um carro, com pai e filha - povo nordestino, povo bão demaaaaais - pra me dar carona ao centro de Guarapari, já que eles também iriam para lá... Me deixaram no cais, conforme pedi, e morri de agradecer, não queriam dinheiro... Tô conversando com os caras dos barcos que diziam que o passeio era só DENTRO dos barcos, não podia descer e curtir as praias, e eu no meio do assunto sobre isso, os dois me aparecem de novo... Na hora, a Iandressa decidiu que ia fazer a trilha das Três Praias comigo, seria minha guia, e o pai dela concordou! Me levaram pra casa deles, conheci a mãe pessoalmente e irmãs por foto, me levou pra loja do namorado dela, e depois o pai nos levou para a Praia dos Adventistas, e de lá começamos a peregrinação...Ela disse que já estava acostumada a fazer aquele caminho e que nunca cansava, e eu me sentindo um estorvo no sábado de folga da menina, mas ela e o pai foram tãããããão inexplicáveis que não dá pra explicar... Bom, pelo menos ela aceitou que eu pagasse o almoço, senão ia me sentir uma merda, e de lá foi pra loja do namorado, e eu fui seguir meu rumo às praias do centro daquele lugar divino! Na rodoviária, estava aguardando o buzão pro Rio, pois ia passar o domingo em Búzios, e fui tomar um banho! Meeeeu, que ducha, que banheiro, que atendimento daquele povo!
Em julho de 2016, fomos eu e minha mãe para Valença, interior do estado do Rio de Janeiro, cidade muito querida pelo meu irmão, lugar onde ele tinha feito alguns afetos, e conhecemos a Glenda, amiga dele, que passou o sábado conosco, nos guiando pela cidade, nos pontos onde meu irmão havia conhecido! Andamos muito, foi bem cansativo, chegamos mortas no hotel, mas foi compensador! A boa vontade da “ Glen Glen “, como ele a chamava, foi inesquecível, e ficamos em saldo devedor! Adoramos conhecer aquela pequena e pacata cidadezinha, e nos sentimos muito bem por lá!
Em setembro de 2016, fui fazer um bate-volta entre Piauí e Maranhão, e em Parnaíba – PI, depois de conhecer a melhor praia de Luís Correia, peguei um doido igual à mim, de moto táxi, que me levou para a Pedra do Sal, a praia onde vi o pôr do sol mais perfeito de toda a minha vida!!! O doido correu à 90km por hora, eu escorregando do banco da moto, e ele disse que fez isso só pra eu não perder o pôr do sol, rsrs... Beleza, cheguei lá, o ônibus que levava de volta pra Parnaíba tinha acabado de sair, só teria outro dentro de duas horas, e já estava para anoitecer, e eu estava sozinha, e com a passagem comprada para São Luíz – MA, e não, não tinha moto-táxi lá... Fiz amizade com uma senhora que mora aqui no interior de SP, mas que tem família no Piauí, e ela estava com a sobrinha! Ela contou que eu estava sozinha, e a sobrinha me deu carona de volta pra Parnaíba, no carro cheio de gente, mas eu estava junto, rsrs... Às vezes eu não consigo acreditar nas coisas que acontecem comigo, nas coisas boas né, nas ruins é mais fácil...
Em dezembro de 2016, já falando de minhas férias, decidi quase que de última hora que ia passar dois dias em Niterói - RJ, numa praia que pelas fotos era extraordinária – É MESMO!!! Porém, pela primeira vez, tive a má sorte de pegar dois dias e meio de chuva e frio... Friiiooo, rsrs!!! Fiquei quase o tempo todo dentro da pousada, mas, prometi que na semana do Reveillon voltaria pra me vingar do tempo, e nem que fosse de bate-volta, e o pessoal da pousada Itacoatiara Inn Cama e Café se ofereceu para que eu deixasse minhas coisas na pousada durante todo o dia, para que eu curtisse a viagem bem mais tranquila, e foi o que eu fiz! Queria eu ter podido pagar ao menos uma diária, mas já tinha gasto todo meu dinheiro com viagem, essa foi a que decidi por último, ou seja, já estava pobre, até pra comer, rsrs...
Às vezes eu fico me perguntando se eu mereço tanta hospitalidade, generosidade, de pessoas que nunca me viram na vida... Graças à várias delas, minhas viagens se tornaram maravilhosas, inesquecíveis, e não sei como retribuir, mal pisa turista aqui em SP, quando pisa é chinês, coreano, rsrs... Existe agência de turismo aqui em SP? Digo agência que faça passeios em SP – capital!
Aí as pessoas, principalmente as mulheres são cismadas de viajar sozinhas, e eu sou mulher, entendo completamente... Hoje, com tudo o que já passei em viagens, a única coisa que me dá medo é pegar avião, mas, voltando alguns três ou quatro anos atrás, quando comecei isso com maior frequência, eu notava que toda vez em que eu me arriscava, dava certo! “ Ah, mas é um louco numa moto, que pode te levar pro meio do mato... “, é verdade, mas é olhar pra pessoa, pro ser humano, e no peito você sentir um “ vai “, te apoiando a confiar! Quando você tem essa conexão com seu interior, nunca erra! “ Ah, mas você deposita R$ 1.000,00 na conta da agência, não sabe se os caras são de confiança “ – tudo é um arriscar! Não sei mesmo, e sou obrigada a confiar, e SEMPRE dá certo!
Pra você mulher, que tem ímpetos, desejo intenso de viajar sozinha mas não tem coragem, eu só posso te dizer pra confiar! Confia no invisível, confia naquilo que você não pode ver, confia nas águas, na terra, nas árvores, nos animais! Confia de que a vida provê de alguma forma... Você está indo sozinha, mas jamais vai ficar sozinha! E depois da primeira e segunda vez, vai crescendo uma confiança dentro de si, e isso vai aumentando sua audácia! Eu viajei sozinha, tipo, sem minha família, quando eu tinha 18 anos, foi viagem da formatura pra escola, fomos pra Santa Catarina e Paraná, estava todo mundo que conheço da escola no buzão, mas pela primeira vez não tinha um familiar meu... Me senti livre, independente, dona de mim, e a gente só sente o que realmente somos! Viajei de fato sozinha em 2011, com 29 anos, fui pra Porto Seguro – BA, e fui sozinha, mas não fiquei sozinha por lá... Eu falo demais, faço amizade com todo mundo, e o dia que eu quiser fazer um retiro para um momento zen e interno, vão ter que arrancar minha língua primeiro, rsrs...
Seu medo nada mais é do que seu lado corajoso brincando de esconde-esconde! Lembre-se que você é mulher, e se pode suportar um marido chato por 20 ou 30 anos, viajar sozinha é light! Põe essa alma, esse espírito livre para viver o que ele veio fazer aqui, alimente-o com a liberdade de alguém que não vê fronteiras, a não ser de estados, países, continentes... Vá viajar mulher, vá descobrir o quanto é maravilhoso estar com a pessoa mais importante do mundo – VOCÊ!!!


23.05.2017 – Não aguento mais o cheiro de cigarro que emana deste quintal...

Nenhum comentário:

Postar um comentário