sexta-feira, 16 de junho de 2017

MINUTO DE VIAJANTE EM: LÁ NA TERRINHA DI PAINHU, ENTENDESSE? MACEIÓ - AL


NÃO FOI POR ACASO QUE ESCOLHI ESSA FRASE PARA COMEÇAR A MOSTRAR AS FOTOS de Maceió... De Mototáxi, à caminho do aeroporto, de volta pra SP, pegamos uma avenida enorme, parecia não ter fim, e apareceu um carro do lado, com essa frase, e acho que ela vai de encontro com o que Maceió passava por aqueles dias, e vai de encontro com o que tenho passado do começo do ano pra cá - não, 2017 não está sendo fácil, como cantava Kátia...
Eu planejei minha viagem para abril deste ano, para o feriado do dia 01 de Maio, quando oficialmente fazia 25 anos da partida de meu pai, e voaria pra Maceió assim que acabasse o show do Bryan Adams, mas, meus planos não deram certo, e eu sou bem teimosa...



Ok, deixei para o final de Maio, ainda era maio, e eu queria de certa forma fazer uma homenagem à memória dele... Deu certo as passagens, a agência de turismo que me atendeu lá, a pousada em Maragogi, a pousada em Maceió, o dinheiro que desta vez levei sobrando, o que é um milagre, rsrs, mas o que não deu certo foi a meteorologia... Quando o avião estava descendo, já pousando, batia nas janelas enchorraaaaaadas de água, chovia muuuito em Maceió às 02hs da manhã, do dia 27 de Maio de 2017, sábado, e claro que isso de cara acabou com meu final de semana, na minha mente...



Eu tinha que ficar no aeroporto até às 08hs para esperar o pessoal do traslado me pegar e começar o roteiro privativo que eu pedi - e que não deu certo graças ao tempo! Contratei a empresa Costa Azul Turismo e Receptivo, que me atendeu prontamente desde o mês de março, e gente - PUTA QUE PARIU - como é difícil esse povo alagoano responder emails... Não sei quantas agências de turismo, desde as mais conceituadas e respeitadas de Maragogi e Maceió, até as que não tem estrelas nem comentários no Google, e ninguém responde a porra dos emails, mas tive a " sorte " de ser atendida por uma empresa idônea, com funcionários capacitados e preocupados para que tudo desse certo! Vai pra Maceió ou Maragogi? Vá de Costa Azul, os caras são excelentes! A proprietária que é do Sul de nosso país, eu não tive a oportunidade de conhecer, mas só dela gostar das coisas certas, já virou minha melhor amiga... Ah, as pousadas, tanto de Maragogi como Maceió também não respondem emails, o povo ali tem algo contra, certeza... Consegui essas duas camelando, mas consegui, rsrs!



Bom, meu traslado chegou no aeroporto 15 minutos antes do combinado, o que me agradou e me confortou de cara, e meus planos era aproveitar alguns municípios de Alagoas, para chegar à noite em Maragogi, e tudo isso estava devidamente pago, mas pedi que me levassem direto para a pousada, pois era sem condições de aproveitar nada em TODO o Nordeste brasileiro, aquela nuvem branca e infinita que nós paulistanos sabemos demorar dias para passar... E dito e feito! As fotos que vocês estão vendo com o tempo ruim é do Mirante de Japaratinga, um município anterior à Maragogi, já estávamos beeeeem longe de Maceió, e o Cristiano foi tão legal de querer que eu aproveitasse mesmo com esse tempo merda, daí tirei essas fotos... O que vocês vê no mar não é sujeira, como eu também pensei, mas pedras... A maré estava baixa no meu final de semana, e a única coisa que não contribuiu foi mesmo as fortes chuvas...



Depois de comprarmos os biscoitos de goma mais gostosos que já comi na vida, chegamos na Pousada Solar da Praia, na Avenida Beira Mar em Maragogi, o mar dava pra ver da sacada do meu quarto - rsrs, um mar cinza, juntamente com um céu cinza, bem pouco parecido com o que eu vivo aqui em SP...
Foi o sábado tooooodo chovendo, a madrugada do domingo, e o domingo tooooodo!
Em Maragogi - Fui bater perna e conhecer as variadas lojinhas de artesanato por lá, amei tudo, e deu vontade de trazer tudo pra casa, mas as cangas e saídas de praia são absurdamente caras por lá! Almocei numa churrascaria que ficava há duas quadras do hotel, por R$ 14,99, e meu planos para o sábado e domingo de passeios foram por chuva abaixo, e claro, trouxe meu dinheiro de volta, e a Costa Azul ficou apenas com o pagamento do traslado Maceió ida e volta!



No domingo de manhã ia pra igreja tentar um momento de paz, mas calhou de ser na hora da missa, e Maragogi mostrou que tem gente, inclusive em pé na igreja! Eu já tinha comido duas tapiocas no café da manhã, estava cheia, e fui dormir...
O que dizer desses dois dias lá? Conheci muuuuita gente nota dez, não só alagoanos, mas pernambucanos, paulistas de nosso interior, e conversei tanto com esse povo... Como é boooom bater papo, não?!
A tarde estava se despedindo de Maragogi, e eu também, era hora de voltar pra Maceió, mas desta vez pra dormir lá e tentar aproveitar o resto de minha viagem...



Durante todo o caminho de ida e volta de Maragogi, encontramos municípios debaixo d'água, lama nas estradas, e a chuva não cessava... É difícil ver tudo isso pessoalmente e nessa hora você se toca de que é só uma pessoa, não pode fazer nada grande para salvar aquelas pessoas daquela terrível situação! Muita gente me disse que não é normal o que está acontecendo, que chovia e o tempo sempre abria, mas desta vez tudo estava se acabando... Bom gente, eu sei da aproximação de uma nova estrela ou astro em nosso Sistema Solar, como vira e mexe eu digo aqui, e sei que isso influencia negativamente em tudo o que se refere à geografia... As coisas TODAS vão piorar, o magnetismo disso é como um chupão, e só atrai desgraça! É lamentável que essas coisas tendem à crescer ao redor do mundo, mas, eu conhecendo meu país como já conheço, sinto muito por tudo isso, sinto muito pois nem o país onde o povo diz que " não acontece nada " será poupado... Nenhum povo no mundo será poupado, e as cidades litorâneas, de todas as melhores praias da Terra, serão as que vão sofrer mais! Se de São Paulo " pode " sobrar pouca coisa, e olha a altura em que estamos distante do mar, imagine o Nordeste inteiro em que da capital para o litoral, quando não são a mesma coisa, são planos, e qualquer desgraça do mar ali será um estrago bem feio... Se, por exemplo, um potente tsunami vir da região da Europa, como os cientistas já esperam pela erupção do Cumbre Vieja na Espanha, além dos próprios países europeus que sofrerão imediatamente com as imensas ondas, os EUA vem depois, lado leste - já que o oeste tem o Yellowstone, e Norte e Nordeste do Brasil o mar pega fácil... De São Luíz - MA para os Lençóis Maranhenses são quatro horas de carro, em linha reta - quando não aparenta que estamos descendo, voltando pra São Luíz... De Teresina - PI para Parnaíba são seis horas em linha reta, nunca desce nada, ou seja, uma bela onda de um tsunami pega esses estados brasileiros inteiros, ultrapassando fronteiras e pegando a região Norte... Sem falar dos estados do Nordeste - Leste, que vão inteiros numa catástrofe dessa proporção... Não adianta eu pular esse assunto se o que aconteceu em Pernambuco e Alagoas com as cheias deste ano está altamente ligado às catástrofes que ainda estão por vir... Se o turismo esconde isso, eu aproveito meu país JUSTAMENTE por saber de tudo isso, e sei que o tempo está se esgotando... Cada um tem o direito de acreditar ou não nessas coisas, mas, já faz uns três ou quatro anos, que quando tiro fotos do Sol, ele não está sozinho, conforme a última foto dessa postagem, tirada por mim... Existe um monstro do lado dele, e especulam alguns que esse " monstro " não está sozinho, vem arrastando planetas com ele, e que quanto mais se aproxima da Terra, mais sentimos suas consequências... Se os nortistas e nordestinos acreditassem mais na Ciência e não no " meu país é imune de desgraças ", em condições financeiras propícias, já teriam saído de suas terras... O que a chuva desse ano fez é a prova de que sua Fé não foi o suficiente para deter o que vem por aí... Enfim, existe um instrumento chamado " internet " no qual você acha informação pra dedel sobre esses eventos, que JÁ aconteceram no Brasil... Vai lá procurar, ao invés de cuidar da vida dos outros!



Chegamos em Maceió por volta das 18:30hs, e fui tomar um belo banho para aproveitar a noite num dos bairros nobres de Maceió - eu estava em Ponta Verde, na Pousada Maceió Paradise, muito perto das melhores grandes feiras de artesanato da região - rsrs, que azar o meu!
Fui procurar o Subway que estava próximo dali, e sei lá porque já estava mais motivada, o desânimo de Maragogi ficou por lá mesmo, nem havia estrelas no céu, e ainda choveu depois das 21hs em Maceió, mesmo assim eu estava melhor, só de comprar algumas lembrancinhas e um vestido maravilhoso pra mim - mulher comprando? Mulher feliz, rsrs!



Bom gente, eu já vi artesanato pra caraaaaaaaaaaaalho no meu país, mas como eu disse pra minha mãe = Igual Porto Seguro - BA, Manaus - AM e Maceió - AL não tem!!! Tem lembrancinhas pra qualquer bolso e gosto!!! Eu queria trazer tudooooooooooo!!! Teria que comprar uma mala, eu só levei minha mochila, que voltou obesa pra SP...
Voltei pro hotel já era mais de 22hs, feliz e cheia de sacolas, apesar da chuvinha lá fora...
Ainda assisti um pouco de Fantástico que não vejo há uns 20 anos, e fui dormir ao som de " Uma Linda Mulher " na TV, acho que era na Globo mesmo... Tanto em Maceió como em Maragogi, as TVs não pegam outros canais, só Globo, e vi o povo reclamando disso no Google... Como eu tô pouco me fodendo pra TV, aproveitei o bom delas, rsrs...



Dormi e acordei com uma luz forte através das cortinas, mas não queria me iludir... Quando abri as pesadas cortinas, lá em cima tinha um céu absolutamente azul gritando por minha presençaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! Eu tarra com o cú cheio de Subway, peguei um lanche pesado, mas fui comer frutas no café da manhã pra me sentir mais light! Eu nem tinha fome, mas como eu ia sumir depois do horário do café, eu tinha que aproveitar!
Fui colocar meus trajes de banho, sabendo que o mar, por tudo o que todo mundo dizia estava horrível, mas nessa altura do campeonato eu já estava cagando pra isso, eu tinha que aproveitar o resto de horas que eu tinha naquele lugar, e foi o que eu fui fazer...



Realmente, cheguei na Praia de Pajuçara, e dava dó olhar pra areia - a quantidade obscena de lixo acumulado que o mar e chuva trouxe à superfície, graças à umas coisinhas chamadas seres humanos... Vejam que eu nem tirei foto da areia, estava horrível mesmo, e a parte melhor era a areia já na cara da ciclovia, dos coqueiros... E QUE COQUEIROS LINDOS!!!
Um doido falou que dava tempo deu fazer o passeio de jangada e voltar pra pousada para tomar banho e fazer meu check out, e eu fui com medo mesmo...



Quarenta minutos depois, eu o o povo argentino que estava comigo na jangada estávamos há 6km da costa, tentando curtir a maré baixa por ali... Eu não desci porque o " baixa " ainda batia na coxa, e podia me derrubar, e eu estragar meu resto de dia me debatendo nas águas, rsrs... A cor da água, conforme fotos, parece de rio mesmo, estava limpa, mas definitivamente não era azul nem verde, como o oceano daquelas paragens...



A jangada tentava ficar parada, mas algumas ondas ainda batiam nela, e me balançavam... Foi gostoso ficar por ali curtindo a vibe, batendo papo com os alagoanos, tirando foto do bando de argentinos que dominava o passeio... Eu gosto de me oferecer pra tirar fotos do povo, sempre saem mega felizes com o resultado, o problema é quando o povo tira foto minha, aí é de foder! É difícil encontrar gente - turista que saiba tirar fotos... O povo parece que nunca viu uma câmera na vida...



Eu precisava voltar, e o Lucas? O dono da jangada me levou sozinha de volta, e conversávamos besteiras sexuais entre homens e mulheres, e ele lamentou me conhecer somente naquele dia... Que novidade! Bom, não deu tempo de olhar os homens daquele lugar, mas o pouco que vi dá pra encarar! O único lugar do Brasil que é impossível catar alguém é Manaus... O sargento do exército de lá lembra meu pai, e por isso achei ele bonito, mas o resto? Todo homem bonito que vi ali era turista... E voltando a Maceió, fiz amizade com um mocinho fofo, que era a cara do meu pai com meu irmão juntos, e dava vontade de apertar ele todo... Raízes alagoanas né gente...
Dali fui pra pousada tomar um banho que já estava dando meu horário, tinha um casal catarinense gente boa lá, também voltariam na segunda feira, e logo depois do banho fui comer comida alagoana de verdade! A comida em Maragogi deixou a desejar, gosto de nada, mas em Maceió, puuuults, saí do restaurante sem conseguir andar, kkkkkkkk, R$ 13,00 à vontade, pensa, e a pessoa come pouquinho...
Na frente do restaurante ficava a feirinha de artesanato na rua, e fui curtir um pouco as coisas diferentes que via por lá!
Entrei no galpão de artesanato que fica na orla da praia, e o tempo já estava fechando de novo...
Tinha deixado minhas coisas no hotel, voltei pra pegar e me despedir, e fui encontrar com o mototáxi que eu já tinha combinado!
Acho que foi mais de 40 minutos até o Zumbi dos Palmares, tinha MUITO trânsito até o aeroporto, e minha coluna já não aguentava mais aquela posição em alta velocidade... O rapaz foi generoso comigo, e tive que ser com ele! Eu gosto de gente humilde, mas não precisa extrapolar na humildade, e eu reconheço quando a pessoa merece...
A fila pro meu voo já estava de pé, e o voo era pro Galeão, Rio, eu faria de lá a conexão pra SP, e já estava morta de cansaço! O voo foi aplaudido para o comandante Eduardo, o super - Eduardo, rsrs, e fui comprar uma lembrança do Galeão pra minha mãe que no ano passado se arrependeu de pisar no Rio e não trazer nada pra ela...
Do Rio pra Guarulhos é um peido, absurdamente rápido, e chegamos no aeroporto às 21:10hs, e cheguei em casa às 23:45hs... Ufa, cheguei!!!

O que dizer dessa inesquecível experiência? Foi maravilhoso pra mim, as pessoas que conheci, o verde montanhoso nas estradas em Alagoas, a chuva que é ruim para o turismo, ruim pra milhares de pessoas, mas boa para o plantio do mesmo lugar, boa pra limpar o ar seco que predomina no Nordeste, o passeio de jangada foi o primeiro da minha vida - ELA NÃO TEM MOTOR, QUASE MORRI, kkkkkkk - aquela paisagem mesmo corrompida por um mar que não é daquela cor e uma areia cheia de lixo, mas facilmente visualiza-se sua beleza por trás de tudo isso! O artesanato da região que dou nota 1000, único, caprichado, cheio de opções, e que me deixou encantada... Acho e posso dizer que foi tudo como devia ser! Eu tenho o sangue daquele povo correndo pelo meu corpo, o sangue de quem não desiste nunca, de quem acredita no amanhã, de quem venceu no passado e vencerá sempre, sangue de gente que hoje tenho orgulho, não só a honra que tinha antes!!! Eu sou dessa gente simples, que ri mesmo quando o mundo tá se acabando, eu sou desse povo que acolhe e conversa de tudo! 
Agora meu coração gostou de lá, e pretende voltar, logo menos, porque assim eu quero!


13.06.2017 - Dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro, que não me traga nenhum demônio pro meu caminho, visse? Entendesse? I - A - pois... Rsrs

2 comentários:

  1. vc pretende voltar mas vc disse que ta acabando o mundo em catastrofe.
    seja mais clara se sua opiniao é voltar ou fugir...

    ResponderExcluir