terça-feira, 17 de janeiro de 2017

O EVANGELHO NO LAR - PASSO A PASSO !


EM 2012, FUI MORAR NO IPIRANGA, E CERTA FEITA, A CAMINHO DE CASA, passei na Maria Paula, e olhei bem na hora em que o ônibus passou na frente da Federação Espírita do Estado de São Paulo - FEESP... Pra resumir a história, de lá pra cá, tenho feito N tratamentos espirituais, sempre passo por lá pra tomar passe, pra colocar nomes nas vibrações, pra assistir uma palestra no qual sustenta aquilo que em verdade somos - Espírito!
Na época em que morei no Ipiranga, e morava numa pensão, tinha um vizinho que eu não suportava ouvir a voz, e isso me incomodava... Daí tive a idéia - ou inspiração, de imaginar que ele estava ao meu lado enquanto eu fazia o Evangelho no Lar, e de repente, toda aquela repugnância passou, e passei a ver ele como um ser comum... Depois disso, tenho feito desta forma em casos parecidos, e eu sou a grande recompensada...

QUAL A NECESSIDADE DA PRÁTICA? No último Novembro, saí da empresa em que estava da pior forma possível... Eu fui assediada pelo ex patrão, e pedi para que me demitissem, recebendo todos os meus direitos, na troca de denunciá-lo! Depois da rescisão, peguei o FGTS, saí da Caixa, e cheguei em casa com a conclusão de que se eu tivesse recebido milhões de euros, o dinheiro não teria apagado a raiva que eu sentia... Ele era um pai pra mim, e virou um monstro de um dia pro outro!!! Daí, eu agoniada, com o coração apertado, senti ímpetos de entrar na paróquia aqui do bairro de onde moro, e entrei, e sentei, e deixei as lágrimas molhar a madeira do banco... Eu dizia: " Jesus, tira de mim essa raiva, isso pode acabar comigo... ", e IMEDIATAMENTE, eu senti o peito mais leve, como se tivesse aberto uma janela, e consegui olhar e reparar no altar... Agradecei, fiquei mais um pouco, e fui embora melhor do que lá entrei! Esse é o poder da ORAÇÃO, do contato com aquilo que você acredita, seja lá o que for! Dei apenas um exemplo, entre tantas vezes em que o invisível mexeu no visível da minha vida, em que o Astral me salvou do penhasco... Não espere uma fé sei lá de onde, pode ser que você ache que não tem fé... Acalma esse coração, senta num canto contigo, e se entrega Àquilo que te trouxe à este mundo, e que sabe que você pode suportá-lo! O Evangelho no Lar é como um mecânico do espiritual... Se você for pegar estrada, você precisa passar num mecânico pra saber se está tudo bem com seu carro, e poder viajar seguro... O Evangelho é um alicerce para o dia a dia, para as N dificuldades que enfrentamos, e um modo de estimular nossa coragem, nossa estrutura no Bem Maior, nos manter CONSTANTEMENTE LIGADOS com as forças Divinas, nos levantar quando nos sentirmos no chão, e nos guardar nos braços da Bondade Cósmica!

Segue abaixo o passo a passo, conforme orientação da FEESP:

* ESCOLHA UM DIA DA SEMANA, UMA HORA MAIS TRANQUILA;
Eu geralmente faço de segunda feira, depois das 22hs... É bom deixar o celular desligado, e se certificar de que não receberá visitas... Entenda que no Evangelho, você não está sozinho, mesmo que fisicamente sim, e quando você programa, os espíritos que te auxiliam também " anotam " na agenda deles o SEU dia para essa finalidade, para esse trabalho!

* INICIE COM UMA PRECE;
Mesmo que você seja uma pessoa que more sozinho, ou que a família não quer participar por isso e aquilo, faça mesmo assim, imagine todos eles ao seu lado, como eu faço, e o que no começo vai parecer estranho, com o tempo será absolutamente normal, qualquer pessoa viva também é espírito, e a energia atinge, inexoravelmente!

* LEIA UM TRECHO DO EVANGELHO;
Eu tenho o Evangelho Segundo o Espiritismo, apesar de não ser Espírita e nem Cristã, mas tenho como orientação ou norte, e apesar da Bíblia ser o livro mais corrompido da história da humanidade, tem muita coisa nele que é original... As orientações de Jesus é o que importa, se Adão e Eva existiram, pega outro momento pra pensar nisso!

* COMENTE, REFLITA SOBRE A LEITURA;
É bom você mesmo refletir sobre o parágrafo ou folha que acabou de ler, como uma opinião sobre o assunto... A Federação orienta que a gente siga o Evangelho desde a primeira folha, e como ninguém manda em mim, eu abro aleatoriamente, e funciona! Faça como achar melhor, e o seu melhor vai funcionar!

* VIBRAÇÕES - DOE O SEU AMOR;
É aquele momento em que vai fechar os olhos, e imaginar luzes - energia, seja dourada, rosa, violeta, em direção àquilo em quê acredita ter necessidade, seja na família, no vizinho, no ambiente de trabalho, nos postos de saúde, penitenciárias, enfim... Siga seu coração, deixe-o conduzi-lo!

* PEÇA AMPARO E SABEDORIA PARA VENCER OS DESAFIOS DO MOMENTO;
Um momento seu, mas que também pode pedir para ao redor ou mundo!

* ENCERRE COM UMA PRECE DE AGRADECIMENTO.
Não esqueça de agradecer aos benfeitores presente neste momento, além dos seres humanos que estão de acordo com tal.

Se você faz de outra forma e funciona, peço que relate nos comentários, para orientar à quem nunca fez... TODA AJUDA É AJUDA!!!

Tonight.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

MINUTO DE VIAJANTE EM: " E A FESTA DE HALLOWEEN??? ", NITERÓI - RJ

(Eu olhava o tempo feio na praia, e só lembrava dessa foto, com as lágrimas caindo... Parece com a Praia de Itacoatiara, mas é em Caraguatatuba!)

ACABEI DE CHEGAR DE VIAGEM,E APESAR DE SÓ ter descansado, ainda me sinto bem cansada e indisposta para os próximos dias...
Hoje eu sonhei com meu irmão pela manhã... Não sei se porque fiquei olhando muito pra camisa xadrez dele que levei na viagem, e ele era o gordo adolescente de novo... Eu sabia que ele tinha falecido, mas ele não, e me perguntava da festa de Halloween, e eu queria responder que já tinha passado e que ele não participou porque tinha morrido... Nem aconteceu festa alguma, o sonho foi bem sonho mesmo, mas ouvi a voz dele, e isso foi tão real, acordei com uma saudade doída...
Ouvi as vozes do pessoal tomando café, e não consegui mais dormir, já tinha dormido tarde mesmo...
Quando desci, umas 09:30hs, e olhei pro céu, fiquei indignada - o tempo começava a se abrir para um dia de calor, o céu azul começava a desvendar sua verdadeira face, e eu tinha que voltar pra casa...
Niterói: É zuada, o trânsito é um inferno, e nos termos disso e comercial é igualzinha SP... Tem favela e casarão, favela e casarão, igual aqui no Morumbi... Não é um lugar turístico, com exceção do Parque da Cidade, que infelizmente não pude ir... Mas, pra pisar nas belas praias e fazer trilha, tem que pisar por ela...
Itacoatiara, o bairro: A-DO-REEEEEEEEI, super tranquilo, com casas bonitas e flores por toda parte... Tudo o que tiver que fazer ali é distante, portanto, moradores e turistas usam carros e bicicletas, e o fato de não ter esse " monte " de comércio por lá é o que torna o bairro " civilizado "...
O povo: Genteeeeee, NUNCA VI TANTO HOMEM DELÍCIA TUMULTUADO NUM LUGAR SÓ, kkkkkkkkkkkkkkkk... É tanta barba bem feita, é tanto abdome durinho, é tanto par de pernas malhadas e peludas, que estava me dando tontura... Acho que passei a vida toda nos lugares errados, rsrs... E o melhor: OS CARAS OOOOOOLHAM E MEEEEXEM COM VOCÊ!!! Sabe aquele tipo de Bruno Gagliasso que você tem absoluta certeza que jamais olharia para uma mera mortal? Então menina, olhou pra mim como se estivesse vendo uma deusa egípcia... Me senti gente nesse minuto! A mulherada também não fica de fora, se o cara quer ver mulher bonita a torta e à direita, vai passar mal por lá, é muita gente bonita, jovem, mesmo com certa idade, é um povo educado, acolhedor, que olha pra você, que ouve o que você precisa e tenta te ajudar!!! Adorei, me senti super bem, e não queria ter de voltar pra casa...
A pousada: Itacoatiara Inn Cama e Café é um lugar aconchegante, e adorei meu quarto, mesmo com o burburinho dos gambás no meu telhado! O café da manhã é tão simples e preenche todas as nossas vontades! E o melhor, como não podia deixar de ser, é o atendimento, tanto dos funcionários, como dos proprietários Nelson e Roberta que fazem de tudo pra você se sentir bem, à vontade, em casa, e pretendo ser uma frequentadora assídua da pousada, a cada vez que pisar naquele lugar!!! TODO HÓSPEDE VIRA AMIGO DO CASAL e isso é vender bem, é a máxima da técnica de vendas - fazer o cliente voltar! Adorei, recomendo, o preço achei justo para a pousada, o bairro e a praia, pra mim valeu super à pena!
A praia: Hoje fui me despedir daquele Paraíso para logo menos voltar e cumprir a missão de trilhar o Costão, e curtir as areias e mar daquele lindo lugar... As lágrimas rolavam, ao som das ondas, e a saudade do meu amado irmão apertava... O lugar é lindo, até com o tempo fechado, com frio, com garoa, com chuva... E cumprirei a promessa de voltar, assim que o tempo por lá estiver bom e coincidir com minhas próximas datas... Nenhuma outra praia ou bairro me despertou a vontade de voltar... Parece que deixei um pedaço meu lá, e deixei, que é meu eterno anjo azul, e vou buscar sua linda imagem, para trazer de volta comigo e me alimentar de boas lembranças, cada vez que me rever por lá!

16 de Dezembro de 2016 - 23:55hs - Estou em São Paulo.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

RELEMBRANDO DEZEMBRO - 2016...


Dia 02 de Dezembro faria 11 meses da ausência do meu irmão no mundo, e como todo dia 02 eu apadrinho instituições, na verdade, a Criar Um hoje é hoje a instituição/ONG oficial do meu irmão, eu aproveitei a data somada ao Natal chegando para alegrar as crianças do abrigo Nova Lar Betânia 1 e 2, um total de 37 crianças, entre bebês e adolescentes, e espero ter auxiliado para uma noite Feliz muito mais FELIZ!!! Vejam que o Preto da Tia estava totalmente envolvido na caridade, rsrs...



Eu e a Sol nos devíamos uma tarde agradável no shopping, e conversamos bastante, dividimos situações de nossas vidas, e expectativas positivas para o futuro... Logo menos, o Luckinha tá por aí alegrando as tia lôka, e não vejo a hora de ver seu rostinho... Fotos no Shopping Jardim Anália Franco!







Ao voltar do encontro com a Sol, o céu em SP estava rosa após a chuva, com Arco-Íris paralelos, dando um show ao Brooklin! Não resisti... Na segunda feira, a pessoa saiu da zona sul de SP para atravessar a cidade até Itaquaquecetuba e fazer a tatuagem em homenagem à dona Rosa... Ficou bárbara! A frase foi dita pelo meu irmão no hospital,  e apenas eternizei... Causaram lágrimas, claro! O tatuador, grande Fabiano, tirou a foto, e depois fiz um selfie " numa boa " como se o braço não estivesse pegando fogo...


Essa foi uma exposição no Shopping Eldorado, sobre cultura e artesanato de alguns países, e eu nem gosto dessas coisas... Opa, tinha Brasil, óbvio!



Eu e a Rê, babando em roupas e trocando figurinhas sobre viagens... Trabalhamos por tão pouco tempo juntas, e aprendi tanto! Queria ter tido tempo para ouvir mais, para aprender mais, para rir das histórias... Mas, esse ano está só no começo...



U FITA TU MÃE ,U GLÓLIA TU MINHA MÃE, U CÔPINHU MAIS COSTÔSU TU MINHA MÃE!!! U parriquinha plepalada pelo Únivésu pla dexá u mãe toitinha!!!


Essas fotos, acima e abaixo, foram tiradas no dia 31 de Dezembro, depois que limpei tudo... Desde que tenho meu neném, 2013, nunca deixei ele passar a virada do ano sozinho, por causa de fogueteira, e esse ano durou uns 20 minutos, e ele assustado... Eu ouvia Ivete Sangalo bem alto, dançando mooorta de cansaço, dor na coluna, não aguentava mais, mas tinha que disfarçar que estava tudo bem... Sendo mãe! A almofada com a cara dele? Comprei em Manaus - AM, quase tive um troço quando vi pendurada: " É A MINHA FITAAAAA!!! ", rsrs, o cara: " Então leva! "...



quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

MINUTO DE VIAJANTE EM: QUANDO O TEMPO DETERMINA " PARE ", E GENTE PARA... PRAIA DE ITACOATIARA, NITERÓI - RJ


EU FIZ UM ARTIGO POR ESCRITO PARA FALAR DO MEU SEGUNDO DIA EM Niterói, e fiz lá na pousada, passei para o Blog, rasgando o papel com o conteúdo à caneta... Daí a pessoa foi configurar tamanho de fotos já arrumadas, o artigo virou rascunho, achei que podia jogar fora, resultado? As fotos estavam no PC, ponto, mas o conteúdo escrito, lembro quase nada... Ti contá!



Eu lembro que acordei na expectativa de que o tempo estivesse bom, mas o céu era branco, e às 09hs da matina começou a chover, e foi assim o dia todo...


Eu li meu amado livro, eu escrevi, eu andei de bicicleta na garôa, eu tentei sentar na pedra pra pensar na vida mas a chuva engrossou...


Eu comi no restaurante " Areias de Itacoatiara ", com o executivo num valor acessível, o suco de laranja é que era quase o preço do prato...

(Foto perfeita!!!)


Eu passei a tarde com cólica menstrual, e apesar de não menstruar mais, naquela semana eu consegui esquecer os horários do remédio, e tive que ir à farmácia comprar um Dipirona, não tinha o competente Lisador...


Enfim, parece que tudo concorreu para que eu apenas relaxasse minha beleza, e começasse minhas fériiias apenas pensando e batendo papo...



Fui tomar banho, e tinha um príncipe olhando meus seios da sacada da casa dele... A direção do banheiro do quarto em que eu estava ficava na frente das casas, do outro lado da rua, e estava chovendo, o vitrô aberto, e ele tomou chuva pra ficar babando numa coisa que ele poderia ter muito mais perto... Uai, ele poderia ter entrado na pousada e perguntado quem era a dona dos seios mais lindos do planeta, kkkkkkkkkkk!



À noite fiquei batendo papo com a cozinheira doida, e ri muuuuuito... A temperatura caiu, e tive que dormir com cobertor...
Esse é o resumo do meu segundo dia na baixada fluminense, e espero que não perca esse também...



08 de Janeiro de 2017, depoimento sobre o dia 15 de Dezembro de 2016.

domingo, 8 de janeiro de 2017

" JÁ QUE VOCÊ NÃO ESTÁ AQUI, O QUE POSSO FAZER É CUIDAR DE MIM... "


" PRA QUÊ FALAR, SE VOCÊ NÃO QUER ME OUVIR? "... Hoje faz um ano em que meu irmão foi internado, em que viu a rua ou qualquer rua pela última vez, a chuva, o ar lá fora, o tempo feio...
Ainda é inacreditável pra mim, parece que tudo não passa de um sonho ruim, que quando eu acordar e ligar pra ele, tudo vai voltar ao normal... Mas, ao mesmo tempo, me acostumei com o fato dele não estar mais aqui, e ligar pra ele seria bizarro!
Ele tremia e delirava de febre, quando eu e minha mãe entramos na emergência para ver seu estado e ficarmos à par da internação... Me assustei com os ossos do quadril tão expostos, ele estava tão magrinho e frágil, e naquele leito parecia um bebê inocente, requerendo cuidados especiais...
Eu e minha mãe nos pegamos juntas à ele, fizemos uma oração e depois começamos a conversar, e quando fomos embora, a febre dele tinha passado...
Foi nesse mesmo dia, que minha mãe disse que via ele indo embora...
Eu ainda não sei se é pior não amar ninguém para não sofrer com a partida, ou se é pior amar e fatalmente perder... Ainda não estou certa de que está tudo certo e que foi feita a vontade de " Deus "... Ainda não sei até que dia vou chorar com saudades dele, e não sei quando vou poder reencontrá-lo... O que eu sei é que conheci o Verdadeiro Amor no seu último dia de vida por aqui! Ele se tremia inteiro, porque o espírito se desligava do corpo, e claro que naquele momento, eu achando que era um pesadelo, ou efeito dos remédios, se soubesse MESMO o que acontecia, não ficaria em pé sobre minhas pernas... Mas, naquele momento, eu olhava pra ele, e amava tanto, que queria dividir minha saúde com ele, dar minha vida para vê-lo melhor, e saí irritada do hospital, tentando achar justificativa para minha irritação, e a verdade é que meu espírito sabia que ele estava indo embora daqui...
Com todo conhecimento espiritual que adquiri, e mesmo que ainda me falte muito, tenho o suficiente para entender esse tipo de situação, é difícil assimilar um acontecimento desse... É difícil aceitar que talvez demore uns 50 anos para vê-lo de novo, e talvez, quando eu me for, nem consiga assim tão fácil, porque não sei como ele estará, nem eu...
Hoje era madrugada e eu estava ainda no Aeroporto de Palmas - TO, e lembrando que fazia um ano que ele estava queimando em febre e minha mãe desesperada sem dormir, segurando as mãos dele e rezando...
Para as pessoas de fora talvez seja mais fácil achar palavras de conforto e consolo à minha mãe, mas para mim eu não vejo... É difícil consolar à mim mesma sobre essa dor que nunca vai curar, e te asseguro que não há conhecimento espiritual que faça você ter maturidade suficiente para aceitar a perda de quem ama numa boa... Eu sei que ele está vivo, eu sei que está melhor do que aqui, sei que vou reencontrá-lo, mas saber de tudo isso não me consola... Queria estar perturbando a vida dele como eu fazia, ligando toda hora, enchendo o saco, querendo comandar tudo, e mesmo que fosse sufocante, era só meu jeitão de tentar proteger aquele que foi incapaz de proteger à si mesmo...
É foda crescer e ter de lidar com o fato de que a qualquer momento alguém que amamos não estará mais por aqui... Que meu gato não vai durar pra sempre... Que amamos e perdemos, odiamos, e a pessoa vive pela eternidade aqui na Terra, rsrs... É foda lidar com o fato de que não controlamos nada, principalmente o ruim, já que o bom a gente planeja...
Só sinto saudades do meu irmão... Mas eu sinto ele longe daqui! Não faço idéia de onde está, mas sei que trabalha, que não para, e que não pode parar... Sua missão é contínua, assim como a cada um de nós, e lá ou aqui, não podemos escapar do compromisso de cuidarmos de nós e das pessoas ao redor, ou do máximo possível! Vivemos em sociedade, e se a vida nos colocou nessa condição, não deve ser para nos virarmos sozinhos... Além do quê, é tão bom se sentir útil, é tão bom estender a mão e conseguir tirar alguém da aflição, é tão satisfatório colocar um sorriso no rosto de alguém...

" QUALQUER DIA AMIGO EU VOLTO A TE ENCONTRAR
QUALQUER DIA AMIGO A GENTE VAI SE ENCONTRAR... "


20 de Dezembro de 2016, 23:26hs - Último dia de Primavera...

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

MINUTO DE VIAJANTE EM : COMEÇANDO AS FÉRIAS EM NITERÓI - RJ

(Teatro Municipal de Niterói - RJ)

ENQUANTO COMEÇO A EXPOR MEU PARECER sobre o primeiro dia das minhas férias aqui na varanda do hotel, deitada numa rede de bambu, em frente à piscina, acabo de ouvir um som da Annie Lenox que amo, e não me lembro a última vez que tinha ouvido... Bendita seja essa rádio ao fundo (JB FM) incrementando toda a tranquilidade deste momento, com árvores a balançar ao meu redor, e o som das folhas dos coqueiros dançando com o vento, e o Costão de Itacoatiara como plano de fundo...
(Centro de Exposições)

O primeiro lugar a curtir minhas férias foi o justamente o último a ser decidido, e isso faz uns quinze dias atrás! Depois de ver a Praia de Itacoatiara na web, eu simplesmente me obriguei a pisar neste lugar!
À princípio, procurei por três pousadas, intentava ficar dois dias nesse Paraíso, e torcia para conseguir fechar com a que estou: Itacoatiara Inn Cama & Café!

(Prefeitura de Niterói - RJ)

Tudo certo, passagens compradas, e no último dia 09 de Dezembro, fui assaltada, levaram meu RG, às vésperas de viajar e precisar dele... Pensem num desespero! Estava na Líquido para pagar quando fui procurar minha carteira em vão... Levaram R$ 124,00 em espécie, mas meu RG era muito, mas muito mais caro! Detalhe: O Poupa Tempo não emite o RG no mesmo dia, e caso você seja assaltado muito próximo de viajar, saiba que a ANTT e ANAC são obrigadas a aceitar seu Boletim de Ocorrência, e some à isso sua Carteira de Trabalho - pois é um documento de identificação - e tem que ser atualizada, não pode ter mais de dez anos! Consegui falar com o supervisor do poupa tempo pra ver se de uma semana ele diminuía esse prazo para pelo menos ao Tocantins eu voar numa boa... E CONSEGUI!!!

(Igreja Nossa Senhora da Conceição)

Bom, depois de toda essa raiva e indisposições passadas, chegou o dia de embarcar para o Rio, e tinha visto na previsão do tempo que choveria por aqui, mas não dei muita fé... O motorista da Autoviação 1001 apenas conferiu meu BO, sem olhar minha Carteira de Trabalho...

(Igreja Nossa Senhora da Conceição)

Deu tudo certo, e lá vamos nós!
Eu não consegui dormir no buzão, e só peguei no sono de verdadinha quando o mesmo já estava na capital da Cidade Maravilhosa, com um tempo cinza e chuvoso lá fora, onde mal se via qualquer morro que fosse...

(Igreja Nossa Senhora da Conceição)

O ônibus atravessava a ponte Rio-Niterói, e eu pensava que deveria estar com raiva por minhas férias começar com um tempo péssimo, mas estranhamente eu não estava!
Chegamos em Niterói às 07:00hs da manhã, e tudo o que eu queria era dormir em um colchão velho no chão para morrer de dormir, estava já morta de sono... Entrei na sala Vip da 1001 e a TV passava as consequências das chuvas na Baixada Fluminense... Mais algumas notícias, e a chuva não parava para que eu fizesse alguma coisa da vida, até entrar no hotel - uma hora e meia de distância do centro de Niterói!

(Igreja Nossa Senhora da Conceição)

Meus planos era chegar, guardar minha mochila no guarda-volumes da rodoviária e partir para o Parque da Cidade, em Niterói, que te dá toda a visão do " gigante " dormindo, Morro Dois Irmãos, Pão de Açúcar, Cristo Redentor, enfim...
Mas o tempo estava abençoado demais para as belas fotografias que eu registraria... Fica para uma próxima, não vai dar tempo!

(Igreja Nossa Senhora da Conceição)

O tempo começou a estiar já tinha passado das 09:00hs, e se eu ficasse mais um minuto na cadeira da rodoviária, morreria de dormir! Peguei minhas trouxas, deixei no guarda-volumes e fui caçar o que fazer pela cidade...
A rodoviária parece das cidades do interior de SP, e não de uma movimentada Niterói... Zuada, mas não vim para passar minhas férias lá!

(Igreja Nossa Senhora da Conceição)

Fui procurar o tal falado Mercado São Pedro, achando que me de paria com algo parecido aos mercadões das grandes capitais, BUT, é um mercado de peixe, conhecido assim em Niterói, e não passa de um único corredor relativamente longo com lojas de peixes à esquerda e à direita... Bom para cozinheiros e donas de casa, e como não sei cozinhar, eu me contento com sardinhas em conserva, rsrs...

(Biblioteca Pública de Niterói - RJ, o horário em que tirei essa foto ainda estava fechada, não pude conhecer...)

Segui para o Teatro Municipal, e é um prédio simples, bonito, e esta tendo balé em cartaz... (Acabou a luz aqui, ficamos mais de uma hora batendo papo no escuro...) Não tem visita guiada no teatro, é de um tamanho que não há necessidade...
Primeira coisa que ouvi pelas lojas de Niterói: BEYONCÉ, rsrs!!! Uma coisa muito peculiar da cidade e que jamais vi em qualquer outro lugar: Um supermercado exatamente do lado de um supermercado, que fica do lado de um supermercado... Loja de doces, do lado de uma loja de doces, que é do lado de uma loja de doces... De verdade, pra quem repara é cômico!

(Praça da República - Niterói, RJ)

Bom, daí fui desvendar o centro velho, a Catedral da Nossa Senhora da Conceição que é linda, e apesar de precisar de uma reforma, não deixa de ser notável...
O centro comercial é cheio de lojas e shoppings muito próximos um do outro, e enquanto comércio, é como SP ou a capital do próprio Rio - Tradução: Nada que você DEVA conhecer! O centro histórico sim, de resto, os restaurantes self-service emanam cheiros divinos, rsrs...

(Câmara Municipal de Niterói - RJ)

Voltei para a rodoviária, peguei minhas coisas e o caminho da roça para vir pra cá - R$ 3,00 é o que você paga para manter seu volume por 8hs na rodoviária!
Para a Praia de Itacoatiara, o ônibus é o 38- Itaipu, e você pede para descer no posto policial de Itacoatiara, que fica há umas seis quadras da praia...
Eu, como estou hospedada perto do posto, também estou próxima à praia...

(Palácio da Justiça)

A pousada é uma delícia, meu quarto é quase um chalé, e na hora em que cheguei, o tempo estava fazendo uma forcinha para abrir um Sol sorrindo... Fui no supermercado para me abastecer para as duas diárias e voltando, achei que fosse tomar banho e dormir! Achei, mas meu plano inicial era passar a manhã no Parque da Cidade, que não deu certo, e a tarde andar de bicicleta, que deu super certo, rsrs! Uns vinte anos sem andar de bicicleta, e não esqueci!
Andei pelas ruas aqui de dentro, e quando vi já estava na orla da magnífica Praia de Itacoatiara, feliz em cima de uma bicicleta, e livre, só de olhar meu anjo azul!

(Delegacia de Polícia no Centro Velho de Niterói - RJ)

E pela primeira vez na vida, eu sentei na areia, de short e blusinha, sem bloqueador solar, sem celular ou relógio, sem câmera fotográfica, sem pressa de bate e volta, e me permiti enamorar a imensidão de água salgada que me fascina e jamais cansa... Deixei a bicicleta do hotel encostada encostada na árvore, sentei na areia e tirei o tênis e meias, e ali eu estava em mim... E o mar, não contente em me ver na areia, me chama, e eu, como sua vassala, obedeço prontamente, e molhava meus pés e pernas naquele bendito batismo... Eu finalmente estava na bela praia das fotos! O tempo quase todo fechado, e a praia é um espetáculo!
P.S: Enquanto eu estava sentada apreciando a pintura do Universo, pelo meu reflexo vi algo se mexendo no mato, pensei numa cobra, e quando vi era uma lagarto grande, preto e branco, seu tronco e cabeça juntos em média uns 50cm, fora o rabo...
Atravessou na minha frente, mostrando a linguinha vermelha, no seu ritmo lento-natural, e entrou pelos cactos e se foi... Ninguém na praia viu, minha câmera estava no hotel, e eu com ódio de não registrar o mini crocodilo passando de boa... FOI SENSACIONAL!!! A moça na praia falou que é normal ver eles passando...
Peguei a bike, voltei pro hotel, fui tomar banho e morri... Isso era umas 16hs, acordei às 20hs, e desci pra escrever e ouvir essa rádio JB que tá com um repertório excelente...
A temperatura caiu, deve ter passado da meia-noite, meus pés estão gelados, os galhos das árvores balançando muito... Vou pro quarto, e esperar uma quinta com tempo maravilhoso!



14 de Dezembro de 2016 - 23: 30hs.