terça-feira, 18 de abril de 2017

MINUTO DE VIAJANTE EM: VALE DA LUA E MORRO DA BALEIA, CHAPADA DOS VEADEIROS - GO


É incrível como a gente não vê a hora passar quando a vida é boa né, rsrs... Já era hora de voltar pra almoçar, e no caminho, paramos na estrada para tirarmos fotos do Morro da Baleia - Não parece uma baleia, não parece nada! A Pedra do Elefante que fica atrás do Costão de Itacoatiara, em Niterói, é literalmente um elefante, você vê as orelhas e a tromba... - Essa baleia aí tá mais pra morro com pedras, terra e mato, rsrs, mas que não deixa de fazer uma excelente fotografia!!!



O restaurante mais uma vez não deixou a desejar, e comi muito, só pra variar... De lá, me despedi do povo, tinha que esperar o pessoal do transfer pra me levar de volta pra Brasília, meu voo era às 19hs, e já era quase 14hs...
Ainda fui babar um pouco no artesanato ali do centro de Alto Paraíso, e o pessoal chegou! Entrei no carro, começou a tempestade...




Enquanto eles buscavam o Rafa que estava na nossa turma e que também ia voltar pra SP naquela hora, eu fiquei sozinha no carro, sentindo o corpo cansado, e pensando em tudo o que eu tinha vivido nas últimas quatro semanas da minha vida... Viajei pro Norte, Nordeste, Centro Oeste e Sudeste do meu país... Conheci praias maravilhosas, trilhas incríveis, mirantes igualmente divinos, cachoeiras dos deuses, capitais super diferentes umas das outras, artesanato de todo jeito, verde de todos os lápis da Faber Castell, vi chuva e sol num mesmo dia, em alguns dias diferentes, vi tartaruga em Ilha Bela, vi lagarto em Niterói, vi aranha caranguejeira na Chapada, vi borboletas azuis em cidades diferentes...




Conheci muita de muita gente!!! Tretei, flertei, bati muuuuuito papo, ri muito e até chorei! Andei de bicicleta como não fazia há uns vinte anos, e até minha mãe estava inclusa nas trips...
Em quatro semanas, do dia 14 de Dezembro quando estava em Niterói para 15 de Janeiro saindo de Brasília, chegando aqui num voo terrível, caía temporal no estado de SP, não na capital, e passou um filme louco na minha mente, em minhas lembranças... O sonho tinha acabado! Era hora de voltar pra realidade...





Foram, sem dúvida, as melhores férias da minha vida, e última que fiz a loucura de ir pra tantos lugares seguidos... Eu fiquei extremamente exausta, dormi durante uma semana, não quis levantar nem pra fazer xixi, rsrs... Na próxima, vou me preocupar em fiar mais tempo num mesmo lugar, apesar de odiar isso, mas eu não tenho mais 15 anos, rsrs, oohhh shit!



A vida é muito curta pra pensar se vou ou se fico, É MELHOR IR!!!

OBRIGADA À TODOS QUE ACOMPANHARAM MEUS MOMENTOS DE EXAUSTÃO, DE TANTO PULAR, SUBIR MORROS, FICAR COM DOR DE BARRIGA DE RIR, FICAR LITERALMENTE COM DOR DE BARRIGA E CAUSAR NO HOSTEL EM PERNAMBUCO, KKKKKK! Só eu na causa...

ATÉ A PRÓXIMA!!!

quarta-feira, 12 de abril de 2017

MINUTO DE VIAJANTE EM: VALE DA LUA, CHAPADA DOS VEADEIROS - GO


O DIA AMANHECEU AO CANTO DOS PÁSSAROS, e como já aconteceu de pássaro estar cantando enquanto chove, fui levantar da cama pra conferir se o canto procedia... SIM, CÉU AZUL, NUVENS FOFAS, CALOR!!!
Corri pro banheiro pra colocar meu biquini, e me prepara pro pessoal da Alternativas vir me buscar no Hostel... Já tinha preparado a mochila pra deixar no carro e nem precisar passar no hostel pra mais nada - que boa impressão o lugar me causou, rsrs...



E lá vai nós, com pouco mais de meia hora de estrada, para conhecer o famoso Vale da Lua - o lugar mais visitado e pop da Chapada... Tem lugares mais bonitos, vi pelas fotos do povo que passou a semana lá, mas o Vale da Lua e suas formações rochosas ÚNICAS é um destino OBRIGATÓRIO para quem pisa na chapada...
Logo na entrada, deixamos nossos nomes, e vamos seguindo uma trilha super tranquila até o vale, e antes nos deparamos com o Mirante do Vale da Lua - PUTA QUE PARIU - POR ISSO QUERO CONHECER TODAS AS CHAPADAS!!! Os mirantes são a parte mais extraordinária das chapadas, por isso na Guimarães eu fui só nos mirantes, ainda que passei por uma cachoeira...





Daí continuamos a trilha já em céu aberto, e nos deparamos coma Lua... Sim, gente, nunca pisei na Lua - Até onde sei - e a sensação é de que estamos nela!!! A cor cinza - prata das formações rochosas, os buracos pra todo lado, o som do rio que por elas passa é tudo muito mágico!












Fomos os primeiros a chegar, e a água, apesar do calor àquela hora da manhã - umas 9hs - estava gelada, como na Cachoeira de Santa Bárbara, mas " só quem é louco se identifica " como diz o rap, e lá foi o pessoal morrer de hipotermia... A parte que pega o lago onde todo mundo quer curtir é pequena, como o tamanho de uma piscina, e aí começou a chegar gente, e ficamos curtindo as rochas...
Descobri à caminho do Vale que minhas quatro pilhas virgens Rayovac não pegavam - VIRGENS - FECHADAS - LACRADAS - e tive que ficar economizando fotos, foi foda conseguir alguns registros... ( Como eu disse sei lá em qual postagem, esqueci meu carregador com as quatro pilhas na sala vip da 1001 no Rio, e nessa altura das férias, já sem um puto, não teria mais de R$ 50, R$ 60 conto pra pagar outro carregador...)

TO BE CONTINUED...

segunda-feira, 10 de abril de 2017

EU CONFESSO QUE ESTOU PERDIDA...



SABE??? EU ESTAVA ASSISTINDO À UM FILME QUE EU ADORO, e que há anos atrás me deixava sonhando, e hoje eu não consigo sentir nada...
Há exatos doze anos atrás, eu ouvi pela primeira vez a frase: " OLHA PRA VOCÊ ", vinda da televisão, de um cara que eu só conhecia por nome, mas naquele instante eu acordei... Eu não fazia idéia de que eu vivia para os outros e não para mim, de que eu tinha escondido minha alma em algum buraco dentro de mim mesma, e que eu precisava trazê-la à tona para viver como eu nunca vivi, viver pra mim, e foi o que eu fiz, nos últimos doze anos da minha vida!
E agora, depois deste filme, eu me dei conta de que, depois de todo o conhecimento que adquiri acerca do EU, do Poder que está em mim e que não era para dar aos outros, e do Bem em mim, do que eu significo pra mim, da importância e compromisso de cuidar de mim na Terra, eu me dei conta de que... Eu perdi minha alma, e não faço idéia de como resgatá-la! Quisera eu, que os bombeiros soubessem, quisera eu, que a polícia encontrasse...
Não digo que foi tudo o que passei nos últimos anos, mas talvez uma falta de maturidade para encarar tudo isso...
Eu me dei conta de que não acredito em mais nada, nem em ninguém... As únicas coisas na Terra que ainda me movem são meu gato, e meu próximo destino/trip... Hoje, HOJE, eu não quero mais limpar minha casa, e já vai fazer dois meses que me mudei, e tipo " foda-se "... Eu preciso arrumar outro emprego, mas, eu não quero... Não existe mais uma Michele/vontade comandando este corpo... Eu não sonho há muito com o " amor da minha vida ", os homens conseguiram me provar que isso não existe, alguém tem que abrir um espumante!
Eu olho meu passado e vejo uma menina ingênua e insegura entrando no mercado de trabalho pela primeira vez, mas com coragem, com um tom de " vamos lá " que hoje, com minha boa experiência, minha total segurança, eu não consigo ter... Eu fuço aqui, e tento achar aquela moça que saiu machucada da casa da mãe, e disse que queria um colchão no chão, mas que queria paz acima de tudo, e hoje tem seu lar, paga por ele, e até pode dizer que tem paz, mas a vontade de arrumar tudo e deixar tudo cheiroso, como tinha no Ipiranga, deve ter ficado por lá, em 2014... Eu olho aquela moça que suspirava assistindo a filmes românticos, e quando ouvia história dos começos dos romances, ainda acreditava que podia viver algo parecido, e hoje... Hoje não acredita em mais nada!
O que me agrada nisso tudo é saber que eu estou enxergando isso no exato momento em que está acontecendo, e que me preocupa, e que não aprovo, e que quero solução... Gente, eu não choro mais... Eu me sinto como uma folha ao vento, que só sai do lugar quando o vento empurra... Falta uma general, uma capitã para determinar minhas diretrizes...
Eu me pergunto o que pode ter afastado minha alma de mim... As decepções, uma atrás da outra? E quem não se decepciona 547 milhões de vezes??? E todo mundo não continua? Ou pelo menos força continuar... Eu só sinto um grande, um profundo nada no meu ser, e acho que preciso levar choque, forte, potente, pra acordar e continuar...
Eu juro que estou aqui me perguntando como faço pra trazer minha alma de volta! Há doze anos atrás, a dica era ME ouvir, fazer MINHAS vontades, deixar que MEU gostar comandasse minhas escolhas... Agora não só sei disso como é naturalmente rotina eu agir assim, e mesmo assim, diante das últimas tempestades, minha alma saiu correndo e não quer me dar pistas...
Rs, eu poderia me apaixonar, perdidamente por alguém, e... E eu não consigo mais acreditar nisso... Todo lugar que vou, todo tipo e/ou estilo de coisa que eu faça, há um eco, um vazio, esperando por mim... Não há sinal de " destino " pelo meu caminho... Eu poderia ganhar minha casa própria, num sorteio, se eu acreditasse em sorteios... Rs, eu ficaria imensamente feliz... Eu poderia ser aprovada em uma das maiores multinacionais aqui do Brasil... Apesar de reconhecer meu potencial para administrar e tocar uma empresa, bastaria ser funcionária de uma excelente empresa... E todas essas coisas não precisariam acontecer de uma vez, ou em toda a minha vida... Uma delas, talvez, fosse choque suficiente pra trazer a Michele de volta, pra tentar e buscar a felicidade...
Ela estava num lugar escondidinha dentro de mim, e eu à trouxe para a superfície na promessa de que agora seria a vez dela, eu toda era uma promessa de felicidade... Mas, como na vida de qualquer mero mortal, foi um tombo atrás do outro, lágrimas tantas que parecem ter se esgotado do meu ser... A Michele Alma voltou pro seu cantinho escondida, não quer contato comigo, não quer gritar pra mim e me dizer porquê...
Não foi minha culpa... Eu juro que tentei, e como tentei... EU SINTO MUITO!!!
Meu Deus, eu lutei tanto pra chegar até aqui... E hoje, como se o HD tivesse sido formatado, ou todas as informações perdidas, eu me sinto perdida, e não sei por onde começar... Quero dizer, você luta, luta, luta, e com o quê é recompensado para te motivar a continuar lutando?
Sabe, durante os últimos anos, a maior parte das pessoas que atravessam meu caminho são pra me ajudar... Elas não me conhecem, não se importam com minha índole, não querem saber de onde vim, porque estou aqui, mas só querem me ajudar, rsrs, como se na minha testa estivesse escrito " help me ", o tempo todo... Essas boas pessoas estão por trás de alcoólatras, drogados, gente fofoqueira, maledicente, mesquinha e pobre, para algumas coisas... E parece que de repente à vida sorri à elas, coloca eu em seus caminhos, e testa o quanto elas realmente são inúteis, e parece que a vida quando testa não se engana... Antes elas usassem mais seus lados bons...
Como eu consegui chegar à esse ponto???

08.04.2017

MINUTO DE VIAJANTE EM: E A SAGA CONTINUA... CHAPADA DOS VEADEIROS - GO


POR UM MOMENTO ATÉ ESQUECEMOS DE QUE ESTÁVAMOS lá para nos divertir, e ficamos apenas babando com o lugar...
Além do fato de eu não saber nadar, AINDA, a água estava geladaaaaassa, o tempo estava fechando bem na hora que a gente chegou, e vocês vejam que o tempo não altera a beleza na cor da cachoeira... Com o tempo abertasso deve ficar o azul que a gente vê na web...




Me dei ao luxo de colocar meu pés nessas águas abençoadas, e ficar rindo do frio dos outros... Todo mundo com os pêlos arrepiados, mas tudo por uma bela foto, até eu se nadasse...
Ficamos acho que umas duas horas por lá, o povo do meu grupo ficou mais ao redor por causa da temperatura da água, e dois se arriscaram a nadar e morrer de frio! Daí você pensa que o tempo estava frio... Negativo! Calor, sem vento, mas graças à muitas chuvas na chapada em janeiro e fevereiro, a água diminui a temperatura, mas estava um calor gostoso!



E a Cahoeirinha de Santa Bárbara? É essa que está mais azul, com a queda obviamente menor... Coisa mais linda!
Bom, depois de ficarmos por ali até cansarmos - se bem que eu não estava cansada de estar ali, fomos com fome e chuva para o Restaurante da Mata, com forno à lenha, uma comida cheirosa e igualmente deliciosa!!! Tomei suco de tamarindo, bagulho ruim!!! Tem gosto de cerveja pura, odiei, tive que colocar muito açúcar pra disfarçar... Um lugar com estrutura indígena, simples de tudo, e demasiadamente aconchegante, acolhedor!!! O pessoal super atencioso, inclusive o menininho tão bonitinho que serviu à todos... O cantor que ouviu rádio sertaneja de Goiás, cortando a lenha para nossa comida divina!!!




Tudo muito fofo, mas tínhamos que partir!
De lá, fomos conhecer a maior queda d'água que EU particularmente conheci na vida, acho que o nome é " Ave Maria ", ou algo parecido, tem a ver com expressão de surpresa, ela tem 150 metros de queda, e se você vir de lá de cima, como nós, você não vê onde ela cai, e se estiver vendo lá de baixo, não vê de onde ela vem... A paisagem com o tempo pra chuva era exuberante!!! Verde por todos os cantos, aquele cheeeeeeeeeeiro de mato...



Fomos num mirante que eu esqueci o nome - legal minhas informações né? E babamos n paisagem disposta para tantas fotos, de todos os ângulos! Aquilo com o tempo aberto deve fazer um estrago de fotografias, e o dia estava acabando, e tínhamos que ir pra " casa"... Chegamos em Alto Paraíso estava caindo o céu, foi difícil sair do carro, mas as chuvas são fortes e rápidas, nós paulistanos achamos que vai durar a eternidade, como aqui...
Eu fui a última a sair o carro, então aproveitei o motorista pra me deixar na lojinha de artesanatos da região, e comprei coisas pra mim e pra minha mãe...












Bom de lá, fui pro hostel, e fiz amizade com a mãe e filho que estavam no meu quarto, o pessoal do Sul, TRI legal, rsrs...
Choveu a noite enquanto conversávamos tantas coisas...
Tomei meu banho quentinho, e quando me recolhi para o sono, o céu de Goiás já brilhava cheio de estrelas, uhuuuu, o dia seguinte prometia...
TO BE CONTINUED...